Blog Cento e Noventa 190

09 junho 2016

Delegado descarta latrocínio no caso do empresário morto em Ponta Negra



O delegado Ben-Hur Cirino Medeiros, titular da DHPP ( Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa), deverá ouvir familiares e amigos do empresário Ademar de Miranda Neto, morto a tiros em Ponta Negra, na noite da terça-feira . O bacharel que preside o inquérito que investiga a morte descartou a possibilidade de latrocínio e já solicitou imagens do sistema de segurança de lojas que ficam próximas ao local do crime.
Ben Hur relatou a reportagem do PortalBO que que a equipe da Divisão de Homicídios vem trabalhando desde a noite do fato e que quer ouvir pessoas ligadas ao empresário ainda nesta quinta-feira (09). "Estamos no início das investigações e essa primeira fase é de extrema importância. Vamos ouvir pessoas amigas dele e familiares, posteriormente possíveis testemunhas", disse.
O delegado destacou ainda que nao há sinais de latrocínio e sim de uma execução. O empresário Ademar de Miranda estava dentro do carro, um veículo tipo Duster quando foi atingido por tiros enquanto trafegava na Avenida Engenheiro Roberto Freire. A Polícia Militar informou que os disparos foram efetuados por uma dupla de motoqueiros que fugiu após o crime.

Fonte Portal